Recebi pelo twitter essa reportagem do site da Revista Viagem e Turismo que reproduzo na íntegra aqui no blog. O texto é do escritor Mário Prata, morador daqui da Ilha, senão me engano ele vive em Santo Antônio de Lisboa. Tenho minhas discordâncias, e comento isso logo abaixo do texto.



A Ponte Hercílio Luz, que liga os dois lados da cidade. Foto: Ricardo Ribas.
Floripa não, Florianópolis
Por Mário Prata¹


“O que um turista deve saber sobre Floripa”, pergunta-me o autor desta reportagem. Floripa, ele diz. Ele não deve ser daqui. Quem inventou esse diminutivo (que os turistas podem achar carinhoso) não foi nenhum manezinho da ilha. Dizem que é coisa de turista. Portanto, a primeira recomendação: vindo para cá, chame a cidade de Florianópolis mesmo. Os daqui agradecem. 

A segunda: se você vir algum carro barbarizando ou buzinando no trânsito, pode ter certeza de que não se trata de ninguém da ilha. Se a placa começar com “I”, é gaúcho; se começar com “A”, é paranaense. Mas pode ser também de São José, cidade vizinha cujos motoristas, sabe-se lá por quê, dirigem muito esquisito. Na eleição para prefeito, um dos candidatos era de São José. O adversário mandou fazer alguns outdoors: “Você vai deixar que alguém de São José dirija a sua cidade?” 

Terceira: não tome o argentino pela versão grosso-feio-duro que vem no verão e habita a Praia de Canasvieiras. Se você conhece a Argentina, sabe que eles são o oposto dessa. 

Quarta recomendação: ao marcar voos para vir ou voltar, confira a tabela do Campeonato Brasileiro (e a do Catarinense – você consegue na internet). Não chegue nem saia da ilha no horário de jogos do Avaí. Tem apenas um caminho entre toda a ilha e o Estádio da Ressacada e o aeroporto Hercílio Luz. O engarrafamento pode durar algumas horas. 

Quinta: ao ir à Praia Mole (é a maior fria para voltar depois), não pense que todo mundo da ilha é daquele jeito, não. Vai lá que você vai entender o que eu estou dizendo. 

Sexta: nunca peça sequência de camarão. É a coisa mais cafona que existe. Só desavisados entram nessa. Os nativos ficam a observar e a rir.

Mas tenha certeza de uma coisa: não existe lugar mais lindo e mais saudável para viver ou passear que Florianópolis. O povo é bonito, educado, calmo e hospitaleiro. Até que você jogue uma latinha de cerveja pela janela do carro! Ou mesmo um cigarro na rua! Se você vir alguém fazendo isso, é turista! Aquele mesmo que acha legal dizer que está em Floripa. 

Como se Florianópolis fosse a casa dele.

¹ Mário Prata: O escritor e dramaturgo mineiro Mario Prata, de 64 anos, vive em Florianópolis desde 2001. Seu último livro é o policial Os Viúvos, cujo enredo se passa na capital catarinense

  
Publicado em 11/2010 no site da Revista Viagem e Turismo: que ler essa e as outras reportagens sobre Florianópolis publicadas no site, clique aqui.
_______________________________________
Comentários  sobre o texto do Mário Prata:
Bem, Mário Prata que me desculpe pois tenho aqui minhas discordâncias... mesmo vivendo bem menos tempo que ele aqui na Ilha.
Sobre a primeira recomendação dele: Particularmente, já vi muitos manezinhos chamarem Florianópolis de Floripa. É sim uma forma carinhosa e informal de chamar a cidade, só isso. Se foi invenção de turista eu não sei, mas não acho que isso seja depreciativo. Se você estiver visitando nossa cidade e falar "Floripa", não se preocupe que ninguém vai olhar estranhamente para você. Nos próprios jornais da televisão, por exemplo, muitos jornalistas falam "Floripa". 
Sobre a segunda recomendação: Não acho justo falar que quem dirige mal é de "fora" (de outras cidades), pois muitas placas de Florianópolis também deixam a desejar.  Esse negócio de taxar os outros de acordo com suas cidades é muito preconceituoso!
Sobre a terceira recomendação: Concordo com Mário Prata, os argentinos são legais! Generalizar as pessoas de todo um país por causa de ações individuais é que não é legal.
Sobre a quarta recomendação: Sim, realmente o caminho para o aeroporto pode ser um problema em dia de jogos na Ressacada.
Sobre a quinta recomendação: Aqui acho que Mário Prata deve ter feito uma brincadeira pelo fato da Praia Mole reunir uma galera GLS em uma de suas pontas. Brincadeira sem graça. 
Sobre a sexta recomendação: Falar que os nativos ficam rindo do pessoal comendo sequência é muito pra minha cabeça! Nada a ver, ok? Se você vem visitar Floripa, pode pedir sua sequência de camarão sim! Não tem nada de cafona! Vai lá na Lagoa da Conceição ou na Barra da Lagoa e coma seus camarãozinhos! Aproveita e experimenta os pastéis de berbigão, são uma delícia! 
E finalmente, Mário Prata parece culpabilizar os turistas pela sujeira das praias e cidade. Calma lá, esse discurso parece querer afastar turistas. Turistas são bem-vindos, pois ajudam na economia local que gera empregos diretos e indiretos. Mas é claro que é sempre bom lembrar: não deixe seu lixo na praia, jogue seu lixo sempre na lixeira. Mas isso é um dever de todos, seja turista ou morador. Isso é cidadania.

9 comentários:

li esse e outros textos sobre FLoripa nessa última edição da revista VIagem e Turismo e concordo com suas observações!
estive no Capitão Fortaleza outro dia, no feriado viajei...
o Maria e Maria, é na Barra da Lagoa, em um bequinho... confesso que quero ir denovo e terei que prestar muita atenção pra achar, pois achamos sem querer!
bjs

Ai ainda é meu vizinho essa pessoa?! Concordo com vc em gênero, número e grau Mi!
Bjks Lísia

Oi Teté e Li!
Pois é meninas! Onde já se viu uma revista publicar um texto desse, né!
Bjs, mi.

Ai,gente, Mário faz crônica humorística, e está simplesmente brincando. Aliás, bem no espírito do mané. Quem brinca do modo mané não quer ser politicamente correto, nem justo, por favor! Mário é paulista, do interior de SP,não é daqui. Mora em Jurerê. E também é um dos cronistas mais famosos do Brasil. Me perdoem mais esta: também gosto de sequência, mas que é brega, é, rs. Simplesmente porque só turista come. (Este é critério em todo lugar que conheço, até no nordeste, onde minha filha mora: tudo que é especial pra turista acaba sendo o máximo da breguice). beijinho procês, e sejam menos sérios, tá bom?

Sou de Floripa , mané nascida aqui e moro na mole, adorooooo.
Rezo para poder sair de casa sem transito mas confesso, ja vi muitas latinhas sendo atiradas dos carros "de fora" e "daqui" também, não é uma questão de localidade e sim de ser educado ou não!
Grigos? as vezes irritam assim como os São Josefenses q dirigem verdadeiramente mal....mas a verdade mesmo é q adoramos zoar com eles! HihIhIHiHIhIHI
Agora vou lá na Barra comer uma sequencia de camarão!
...e depois ver jogo do Avai, não vou pro aeroporto mesmo....
HIhiHIhihiHihihIHhi
Bjus
Paula
Bjus
Paula

Oie!
Concordo contigo totalmente, não acredito que isso saiu em uma revista. Piada do més! kkkkk
Beijos
Rê Cox

Regina! Sério que ele estava só brincando? Hehehehe tomara então! Bjs, mi.

Paula, rimos muito de seu comentário! kkkkkk .
Bjs, mi.

Oi Rê!!! Saiu sim, a capa da Viagem e Turismo desse mês é sobre Santa Catarina! Bjs, mi.

Sobre este blog

Sejam bem vindos ao nosso blog!



Aqui escrevemos sobre nossa cidade, Florianópolis. De vez em quando também falamos de outras cidades da nossa Bela e Santa Catarina. E (quando não temos muito preguiça) publicamos fotos e receitas!

Pesquisar

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Quem somos nós

Minha foto
Florianópolis, SC, Brazil